Você sabe o que é a dor de garganta? “Dor de garganta” é um termo guarda-chuva que normalmente descreve um sintoma de ocorrência comum a muitas condições e doenças. Além disso, dor de garganta pode se referir à inflamação que pode atingir mais de uma região da garganta, podendo ser encontrada na faringe, laringe ou amígdalas.

A dor de garganta persistente caracteriza-se pela recorrência de uma dessas condições e apresentam como sintomas, além da dor ao engolir, a rouquidão da garganta, dificuldade de falar e em casos mais sérios, a irradiação da dor para as articulações da mandíbula, o que agrava a sensação de desconforto.

Dores de garganta recorrentes provocam ainda uma carga psicossomática no indivíduo, gerando desgaste e incômodo como resultado dos episódios repetidos.

Elas podem ser causadas por uma variedade enorme de problemas, desde doenças como a tuberculose até fatores ambientais e a baixa imunidade. Por isso, caso as dores de garganta aconteçam com frequência, é importante consultar um especialista para identificar  as causas.

Causas da dor de garganta persistente
1. Fatores não-infecciosos da dor de garganta

São os fatores mais difíceis de identificar porque a única forma confiável de separá-los dos agentes infecciosos seria por exclusão, examinando todos os indivíduos de um grupo que apresentassem dor de garganta recorrente.

Esses fatores normalmente têm duas origens principais:

· Físico-química

Como o fumo (tanto em fumantes quanto fumantes passivos), o ronco, o uso excessivo da voz (como em gritos), e doenças concomitantes, como a Doença de Kawasaki.

Leia também: Fumar aumenta o risco de desenvolver a forma grave da Covid-19?

· Ambientais

Como a exposição a poluentes em geral, sistemas de ventilação em espaços fechados, e a temperatura e umidade do ar, que podem afetar as membranas mucosas, provocando irritações e inflamações.

2. Fatores bacterianos da dor de garganta

Essa causa é registrada em menos de um terço das pessoas que manifestam dores de garganta. A causa mais comum de infecções de gargantas bacterianas são os estreptococos do grupo A.

Uma infecção bacteriana não curada pode provocar febre reumática (infecção que pode afetar articulações, pele, sistema nervoso e coração) ou glomerulonefrite (um tipo de infecção dos rins). A infecção bacteriana é mais comum entre crianças de 5 a 15 anos.

Outras causas bacterianas de dores de garganta podem ser a tuberculose e a hanseníase.

3. Fatores virais da dor de garganta

As dores de garganta virais são frequentemente provocadas por vírus dos grupos adenovírus, rinovírus, influenza, ou vírus sincicial respiratório, que são associados ao resfriado comum. Menos frequentemente, podem ser provocados por outros vírus, como o Epstein-Barr (mononucleose) e até mesmo o HIV.

Infecções virais são a causa mais comum de dores de garganta, de acordo com a Mayo Clinic. Pelo fato de os agentes da dor de garganta viral serem os responsáveis pelo resfriado comum, ela normalmente surge acompanhada dos outros sintomas da doença, como febre, indisposição e dores no corpo.

Leia também: Enjoo constante? Entenda 5 possíveis causas e veja o que fazer

4. Refluxo

Uma causa muitas vezes inesperada para a dor de garganta persistente é o refluxo gastroesofágico. O refluxo é o retorno do conteúdo ácido do estômago para o esôfago, que pode chegar até as regiões da laringe e faringe, quando é chamado de laringofaríngeo.

Quando o ácido estomacal atinge a região da garganta, pode provocar lesões nas cordas vocais e faringe, além de mau hálito e até problemas dentais. A dor de garganta surge por causa da irritação provocada na região pelo contato com a substância.

Por causa da ausência de sintomas clássicos, essa origem de dor de garganta levou tempo até ser identificada pelos especialistas, como destaca a Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial. Os indícios mais comuns dessa dor de garganta são tosse seca, pigarro e rouquidão.

Sintomas mais comuns das dores de garganta

Além do desconforto na região da garganta, que pode provocar dificuldade de fonação, são sintomas comuns:

  • Sensação de secura;
  • Rouquidão;
  • Dor – em alguns casos podendo irradiar até as articulações da mandíbula;
  • Disfonia (perda de voz).

No caso das dores de garganta de origem infecciosa, os sintomas frequentes são os associados a gripes e resfriados, como febre, dores pelo corpo, indisposição e tosse. Dores de garganta de origem infecciosa podem ainda causar mau hálito e, em casos bacterianos, apresentar pus.

Em alguns casos de amigdalite, o paciente pode apresentar inchaço nos gânglios. Além disso, infecções bacterianas que não forem curadas corretamente podem provocar o aparecimento de abscessos.

Tratamento para dor de garganta

Os tipos de tratamentos para a dor de garganta recorrente dependem da origem do problema. Apesar de serem de identificação mais difícil a princípio, as dores de garganta recorrentes de origem não-infecciosa são as de tratamento mais fácil: uma vez identificada a causa, basta removê-la para solucionar o problema.

Nos casos das dores de garganta com origem infecciosa, a ocorrência da dor de garganta permite apenas tratar os sintomas. Caso seja de origem bacteriana, a doença é tratada com o uso de antibióticos.

Já no caso das doenças virais, o tratamento se limita a conter os sintomas até que o corpo naturalmente vença a infecção. Isso é feito com a administração de analgésicos, ingestão de líquidos e anti-inflamatório.

Nos casos de crianças em que a ocorrência de dores de garganta alcança o que pode ser considerado como de “repetição”, os médicos podem optar pela remoção das amígdalas, chamada de amigdalectomia. A prática não costuma ser adotada para adultos.

Quando a dor de garganta é provocada pelo refluxo laringofaríngeo, o tratamento indicado compreende o uso de medicação e o ajustamento da dieta, que deve evitar alimentos ácidos, frituras, gorduras e refrigerantes.

O importante é notar que a persistência de dores de garganta pode ser sinal de problemas de saúde mais sérios, como a baixa imunidade provocada pelo HIV (especialmente se a dor de garganta for de origem fúngica) ou como consequência de doenças como a tuberculose.

Como a dor de garganta sinaliza a presença de algum outro problema no organismo. O mais indicado para lidar com a dor recorrente é procurar um médico para identificar a causa do sintoma.

Leia mais sobre saúde e bem-estar aqui em nosso site! Temos diversos conteúdos para ajudá-lo a cuidar da sua saúde.

Compartilhe agora: